dog-2794681_1280.jpg

aSSINE PARA RECEBER NOVAS PUBLICAÇÕES

DickDukeGamingDesignProcess1973_PeqPeq.j

bAIXE RECURSOS EDUCACIONAIS DOS EXEMPLOS DE APRENDIZAGEM ATIVA

Assine a nossa página e seja avisado sobre novos textos nessa área.

Você nasceu para ser empresário ou empregado?

Atualizado: 19 de set. de 2021

Você tem coração de galinha ou de águia? Não que as pessoas que trabalham como empregado sejam galinhas, mas, na verdade, estão negando seu coração de águia. Ninguém sabe melhor o que é engolir uma submissão em nome do salário do que quem já sentiu que poderia fazer melhor do que seu patrão.

Por mais que você seja levado à submissão, você nunca deixará de ter o coração de uma águia querendo voar para além. Essa é parte da parábola da águia e da galinha. Mais de uma vez eu vi grandes pessoas encorajando outras que estavam se sentindo acuadas e submetidas por situações difíceis, tanto na vida pessoal, como no trabalho. Já ouvi gente perguntando porque “não reage e sai da submissão”? Ninguém nasce patrão ou empregado, então porque assumimos a tolerância para sermos eternamente empregados?

Na verdade, ao se submeter em nome do salário, até quem nasceu para ser águia, age que nem galinha porque não enxerga o horizonte, mas será isso pode mudar? No livro Quatro Horas de Trabalho por Semana, o autor pergunta se você trabalhasse para você, dando o melhor possível, todo aquele empenho que você é capas durante apenas 4 horas por semana, será que você conseguiria ficar mais rico do que seu patrão? Aí é que está o desafio. Se você é bom o suficiente, porque se submete a ser empregado para sempre sendo que tem o coração de águia para voar – sem abandonar o que faz hoje, construir uma segunda vida e, quando ela ficar maravilhosa, abandonar o emprego porque ele já fez sua função: a de ajudar você a voar como águia.