dog-2794681_1280.jpg

aSSINE PARA RECEBER NOVAS PUBLICAÇÕES

DickDukeGamingDesignProcess1973_PeqPeq.j

bAIXE RECURSOS EDUCACIONAIS DOS EXEMPLOS DE APRENDIZAGEM ATIVA

Assine a nossa página e seja avisado sobre novos textos nessa área.

Tempo é dinheiro – quero abrir minha empresa

Antes de pensar em abrir um novo negócio, é bom saber que existe uma relação forte entre entre tempo e dinheiro. E, se pensarmos bem – no fundo, a criação de riqueza se faz justamente entendendo essa relação. É o que veremos passo a passo neste texto.

Vendendo seu tempo

Acompanha esse raciocínio: se você é empregado, você é pago para fazer tarefas dentro de uma empresa e mesmo que se você terminar a tarefa antes a empresa não deixa você ir embora para casa – notou esse detalhe? O empregado vende o seu tempo a um preço fixo mensal, que é o salário – isso é inquestionável. O preço acertado depende, apenas, do que esse empregado faz e se há muita gente ou pouca que faz a mesma coisa. Se forem tarefas que exigem mais habilidades, custa mais caro para a empresa (salário maior). Se forem tarefas que muita gente disponível sabe fazer, custa mais barato para a empresa (salário menor). Parece uma simplificação exagerada, mas no fundo não vai muito além disso as outras considerações importantes, mas que não acrescentam muito nessa estória. Então, podemos concluir que, nesse caso, o empregado vende seu tempo a troco de um preço fixo e algumas garantias e benefícios que, na verdade, são parte do salário e servem para deixar o empregado sentindo-se feliz, por isso os benefícios variam tanto no mundo – não é em todos os países que os empregados têm tantos benefícios como no Brasil. Na verdade, quanto mais desenvolvidos os países, menos benefícios são dados aos empregados. Do ponto de vista prático, a pessoa que opta por ser empregado aceita essa condição para a sua vida porque sente que é a melhor opção.

Em um segundo tipo de relação entre dinhei