dog-2794681_1280.jpg

aSSINE PARA RECEBER NOVAS PUBLICAÇÕES

DickDukeGamingDesignProcess1973_PeqPeq.j

bAIXE RECURSOS EDUCACIONAIS DOS EXEMPLOS DE APRENDIZAGEM ATIVA

Assine a nossa página e seja avisado sobre novos textos nessa área.

7 erros que devem ser evitados ao trazer um sócio para sua empresa

Atualizado: 19 de set. de 2021

Não é fácil ter um sócio, mas trazer um novo sócio para a empresa tem que ser planejado com calma e muita análise. Depois disso, os erros mais comuns são listados para você pensar e praticar na sua empresa, se for realmente chamar mais alguém para compartilhar as alegrias e tristezas, saúde e doença (da empresa, lógico), até que o distrato os separe.

Erro 1 – Buscar um sócio que complemente suas habilidades

Já vi muitos textos em blogs de pessoas muito conceituadas dizendo que devemos buscar pessoas que complementem nossas habilidades. Talvez esse seja, de todos, o erro mais comum. Na verdade,ao fazer isso pode-se estar criando uma situação muito complicada, porque você não é a empresa. A empresa é quem tem que ter necessidades satisfeitas e a busca por um sócio deve ter como objetivo justamente essas competências que você não tem como fornecer para a empresa, não para você. Se você está buscando alguém para complementar suas habilidades, procura um cônjuge para tentar isso, mas não faça isso com sua empresa. A ideia correta é, antes de começar a procurar um sócio, tentar esgotar a necessidade da empresa com um empregado – quem sabe ele não será o seu sócio ideal para essa função? Se a necessidade é dinheiro, a opção por qualquer um que aceite investir é a pior de todas quando não é um sócio-investidor que assuma esse papel: investir e não fazer parte da empresa em mais nada. O investidor novato tende a querer parti